É muito comum pais se irritarem com seus filhos em determinadas atitudes extremas das crianças. Na realidade, o que muitas vezes é interpretado pelos adultos como má vontade das crianças ou até mesmo como intenção de fazer mal ao cuidador, na maioria das vezes não passa de uma tentativa da criança explicitar os desejos. O que ocorre é que, na ausência de recursos adequados socialmente, a criança se utiliza daqueles poucos recursos que possui em seu repertório e que muitas vezes se resumem ao choro e ao grito.

Por isso, é importante saber como agir e que atitudes tomar nessas situações.

  1. Mantenha-se calmo(a) para lidar de maneira correta com o problema.
  2. Pergunte o que há de errado
  3. Dê explicações claras ao invés de apenas dizer “não.
  4. Não perca sua própria calma.
  5. Faça com que seu filho se sinta amado, não importa como.
FUNCIONAMENTO

Horário de Funcionamento

Segunda a Sexta
7h às 17h